HP OneView – Simplifique tarefas de gerenciamento

Tempo de leitura: 1 minuto

A HP anunciou o lançamento de uma nova plataforma de gerenciamento, denominada HP OneView, que, segundo a empresa, simplifica as tarefas mais básicas que sustentam os processos de um datacenter. A plataforma permite que as equipes de TI acelerem as operações, enquanto reduzem os custos e os erros manuais que levam a paralisações.

O crescimento das tecnologias “como serviço” e ambientes de negócios mais complexos estão aumentando a distância entre modelos tecnológicos tradicionais e a necessidade das empresas. Dessa forma, as organizações sofrem para gerenciar e efetivamente entregar um ambiente adequado, pois usam ferramentas de gestão ultrapassadas, criadas para uma era que ficou para trás.

Projetada para os servidores HP BladeSystem, HP ProLiant Generation 7 e 8, a nova plataforma de gerenciamento melhora a experiência do usuário porque tem uma interface simples e intuitiva, além de uma inteligência automatizada que faz com que processos mais comuns, como implantação, atualização, migração e solução de problemas, sejam reduzidos de horas ou dias para minutos.

Segundo a companhia, o provisionamento de hypervisors em 16 servidores com as ferramentas tradicionais, por exemplo, exige duas horas e 50 minutos de tempo de administração. Já o HP OneView demanda apenas 8 minutos para realizar essa tarefa. Um processo de descontinuação de uma rede local virtual (vLAN) exige quatro etapas e 30 segundos de tempo de administração com o HP OneView, em comparação às 187 etapas e mais de uma hora com uma ferramenta tradicional.

Para desenvolver o HP OneView, a HP colaborou com mais de 150 clientes, em 30 datacenters reais espalhados pelo mundo, durante um período de quatro anos para identificar gargalos, custos escondidos e ineficiências nas tarefas, nos processos e nas etapas mais comuns do gerenciamento de infraestrutura convergente.

A HP também examinou aplicações modernas, desenvolvidas para realizar tarefas específicas com simplicidade e velocidade, e depois aplicou esses exemplos à complexidade e escala de um datacenter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *